18 de fev de 2010

A Beleza da Tempestade


Hoje terça-feira , 08 de setembro de 2009..Estava no ponto de ônibus indo pra segunda parte do meu trabalho e havia um clima tenso. O céu estava cinza claro e as nuvens cinza escuro. Elas não paravam de andar de um lado pro outro, pareciam nervosas, preocupadas, sabe quando as pessoas andam assim, inquietas? A chuva era iminente e as pessoas no ponto estavam alvoroçadas. O vento começava a se apresentar, eu também fiquei preocupada. Teria que descer e não imaginava como fugir daquilo. Mas me lembrei do assombro relatado no livro do Brennan, sim, que devido as tecnologias as tempestades não causam mais espanto..Aí, acho que foi uma das poucas vezes em que admirei a tempestade, as cores e depois quando eu já estava dentro do ônibus começou a chover granizo, pedrinhas de gelo, lembrava pipoca estourando..tive vontade de rir. Pela primeira vez não me estressei porque iria me molhar e tal..Foi bom, ontem pude admirar o céu azul e hoje este cinza irado...



Nenhum comentário:

Postar um comentário