13 de abr de 2010

Minha 0,05 mm

Saquei minha 0,05 mm, mas apertando o gatilho
noto a ausência de munição.
Verifico o estojinho e, vazio?!!
Que decepção!!
Me surpreendo, como acabara cedo!
Lembro, a marca era ruim,

não agüentava o impacto do usado.
Corri à vizinha pra pedir algo emprestado.
Me veio com três armas velhas e pela metade,
ainda assim, agradeci da boa vontade.
A urgência não permitia frescura,
Tive que apontar. E, que melodia,
o lápis lá dentro ao girar, rangia.
Um som bonito, som de lá atrás, de escola,
de lata de lixo no canto da sala,

de ficar em pé perto da lousa
e de lá, disfarçadamente olhar a classe toda...rsrs.

6 de abr de 2010

Ouvi com os ouvidos que Cristo há de ressuscitar...


Parte I

Ouvindo um pastor pregar outro dia, ele falou o seguinte: "Não é pecado algum eu ir à loja mais cara da cidade e comprar uma roupa cara."

Isso me deixou pensativa... Eu sem conhecer os preços e a fama dessa loja, havia entrado um tempo atrás lá... procurando um vestido... o mais simples custava 300 reais...

Fiquei pensando quantos vestidos eu compraria em outra loja. E o quanto uma família que ganha um salário mínimo ficaria feliz com a renda extra de 300 reais.


Daí, eu fiquei pensando num trecho de um livro que li há algum tempo:

"Não há fórmulas para definir um 'nível de vida' apropriado para todos os cristãos, mas isto não nos exime de buscar honestamente uma coerência entre o uso que fazemos dos bens materiais que possuímos e os valores do reino de DEUS.

Há algo errado se aceitamos com naturalidade que, se ganhamos bem ou se recebemos uma boa herança, temos o direito de desfrutar dos luxos que a sociedade consumista nos oferece, sem nem sequer nos perguntarmos se tais luxos não devem ser renunciados a fim de liberar recursos para satisfazer as necessidades mais urgentes - não as nossas, mas de outras pessoas.

Nas palavras de João: 'ora aquele que possuir recursos deste mundo, e vir seu irmão padecer necessidade, e fechar-lhe o coração, como pode permanecer nele o amor de Deus?' [.....] Em um contexto de graves necessidades físicas e materiais, um estilo de vida simples em favor do próximo é uma exigência de amor. [....]

Em todo nosso continente são numerosos os exemplos concretos do que igrejas e organizações evangélicas podem fazer e estão fazendo em resposta às necessidades humanas quando elas se abrem para a ação do Espírito de Deus, quando estão dispostas a sacrificarem-se pelos demais e dão espaço para a criatividade. [....]

Deus não nos chamou para estabelecer seu reino sobre a terra. Deus nos chamou para arrepender-nos de nossos pecados (incluindo a injustiça, o preconceito racial, o abuso de poder, a exploração irresponsável da natureza, o materialismo e o individualismo que caracterizam nossa sociedade) e para receber com alegria a boa nova do reino que chegou até nos na pessoa e no ministério de Jesus Cristo. " (René Padilla em O que é missão integral?, p. 82-84)


Será que temos vivido integralmente para Jesus Cristo? Ou apenas aos domingos? Na hora das compras, ELE que espere do lado de fora.... talvez pedindo uns trocados para comer....