4 de mai de 2010

A DONA ARANHA DESCENDO PELA PAREDE

Vejo agora uma dona aranha e não subindo pela parede, mas descendo, parece estar com uma presa em suas quelíceras. Sumiu, já não posso vê-la, foi comer em paz e eu com esse pedaço de música na cabeça: “A dona aranha subiu pela parede....”
Quis procurar a letra, pois não me lembrava da continuação ou não sabia. Sei lá, é tanta coisa aqui dentro....mas essa eu não encontrei. (Li uma vez numa daquelas estórias de livros didáticos que tudo que perdemos vai pro Reino do Beleléu), talvez a continuação da música estivesse lá. Mas não fui até lá procurar, não tinha tempo, usei a internet.
Descobri que no final da música a dona aranha também desce pela parede, vem a chuva e a derruba. Acho que essa aranha aqui teve mais sorte, não estava chovendo e nem que estivesse, está bem abrigada atrás do velho computador aqui do canto.
Mas algo me inquietou nessa letra: a chuva derruba a dona aranha e depois ela teimosa motivada pelo sol continua a subir, tudo bem, quem cai pode subir de novo. (Quem, não é só pra pessoas? Seria o que cai então? Bom, mas se a chamam de dona, então deve ser quem mesmo). Já, se ela está descendo e é derrubada, como continua a descer quando surge o sol? Hum, acho que não foi derrubada direito ou se segurou lançando seus fios, é, como o Homem-Aranha pelos prédios. Embora eu nunca tenha visto uma delas fazer isso, lançar fios, sempre as teias já estão lá, prontas. (Acho que preciso observar mais...).
Assim, fui buscar o significado de derrubar, e dentre várias definições que encontrei, percebo que sim, a dona aranha pode continuar a descer mesmo depois de ser derrubada pela chuva, porque ser derrubado também é estar pendurado, estar um pouco mais abaixo, num ponto inferior. Mas quer saber, pensando um pouco mais, ainda que não fosse possível pelo significado das palavras, seria na imaginação, na poesia.
Então, continue teimosa a descer, não ligue pra minha ignorância diante das palavras e da arte, pra essa mania que por horas toma minha mente de querer entender o que é pra ser lúdico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário